Legend Of :: Resident-Evil Archives (Wii)

Reações: 



Vamos lá, confesse! Você já deve ter sentido medo alguma vez na vida em algum jogo, quem teve um PSOne em seu auge de bons títulos, já deve ter andado pela deserta Silent Hill, e passeado em uma certa...mansão...por tanto saiba que, essa mesma mansão está BEM melhor hoje, e acredite, dessa vez não há como sentir medo! A análise que trago pra vocês hoje, será desse já renomado Clássico dos Clássicos, REArchives traz o Remake lançado em 2002 para GameCube adaptado para os novos controles do pequeno e poderoso Nintendo Wii, só que não é essa a única novidade: Novos Comôdos, Inimigos, e Itens foram adicionados ao Remake, trazendo não só uma nova experiência, mas um título completamente novo, aos moldes do antigo lógicamente. Venha, desligue as luzes, e saque sua arma!

O Jogo têm ínicio quando uma série de assasinatos ocorrem em uma área da pequena, porém rica, Raccoon City, mais precisamente em alguns setores próximo á uma antiga e desolada mansão nas Montanhas Arklaim, os acontecimentos do jogo se passam exatamente em 24 de Julho de 1998, e uma Equipe Tática de Armamentos e Resgates Especiais (S.T.A.R.S em Inglês e em Siglas) é enviada ao local pra averiguar o que estava causando as últimas mortes ocorridas e anunciadas em Jornais e Revistas locais. Porém, logo ao chega ao local a equipe é forçada a adentrar uma mansão abandonada, sendo que o Piloto Brad Vickers havia decolado ao sinal de perigo dos misteriosos cães que os caçavam pela mata, e é exatamente aqui que Tudo Começa, Como antigamente para nossa alegria.

O Remake que a CAPCOM adaptou ao Nintendo Wii trouxe algumas melhorias gráficas bem visíveis, ambas se aproveitando do potencial do console (que se bem utilizado, demostra raridades como o exemplar SMG2), ou seja fora adicionadas mais opções de controles, e utilizado uma milagrosa ferramenta chamada Anti-Alising, que diminui os serrilhados do jogo, deixando as luzes e sombras ainda mais realistas. Aqui o terror é demostrado em seus minímos detalhes: já na conhecida Sala de Jantar, somos surpeendidos por trovoadas incessantes, que ecoam com um brilho formidavél, que gera um efeito de sombra incrível! Mais a frente é onde ocorre o primeiro encontro, que para quem se lembra é igual tanto para Jill como para Chris, e aliás, os dois estarão presentes no jogo, com datalhes nunca vistos antes em seus uniformes. Durante o Gameplay o jogador encontrará diversos obstacúlos, que vão de Zumbis á Puzzles, que se feitos corretamente, lhe manterá mais próximo ainda de escapar desse inferno maravilhoso, A Mansão Spencer.



A CAPCOM fez um belissímo trabalho adaptando novas locações na planta original da mansão, por exemplo, no Hall Principal há uma pequena e escura escadaria, com acesso tanto na esquerda, quanto na direita, sendo que no centro se posiciona a escada - que leva ao 2º andar do Hall - descendo por ali você econtrará um Elevador, porém para usa-lo será necessário avançar no jogo. Essa nova localidade substitui o lugar vazio, onde se é necessário checar, quando se descobre que Wesker sumiu, e acredite: Há diversos locais novos assim.
Ainda falando de novos lugares, temos alguns corredores também, o que aumenta a imersão e claustrofobia dos jogadores, e MUITO! Em um desses corredores novos, temos um inimigo novo, o chamado Cabeça Escarlate, um Zumbi normal, que volta á vida depois de morto pelo jogador, só que mais poderoso e rápido, e essas duas últimas melhorias podem lhe matar com apenas 3 Golpes, então pense bem se é realmente necessário passar por ali, e naquele momento.

Já apresentado á algumas novidades, eu posso dizer que os gráficos são um dos maiores atrativos: Sabe aquele lance de colocar um quadro do Picasso renderizado em 2D no fundo e com camêra fixa ? Bem...Está de volta, só que com algumas exessões, exemplo, em uma área fora da mansão há um pequeno jardim com cemitérios, pois bem, e todas as vezes que eu joguei, eu ainda não tenho certeza se as plantas e arvores são Fundos em 2D, ou bélissímos mapas em 3D, pois as luzes e animações pairam de forma espetacular, e eu não estou exagerando. Em alguns momentos, quando o cenário é grande de mais, ao invéz de o jogo reposicionar a camêra, ele simplesmente move a camêra em tempo real (não dando aqueles "cortes" sacou ?) o que deixa tudo ainda melhor, porém não se anime tanto: A Camêra ainda é limitada em questão de Ver onde os lazarentos estão. Mas o melhor efeito do jogo todo, é o da Agua da sala do Tubarão, LINDISSÍMO!



Os controles do jogo são exatamente como em 1996, mas com melhorias vindas de RE2,RE3,e CODE Veronica, por exemplo, sabe aquele lance bacanudo de dar um 180° ? Ele está presente, o a Habilidade de Esquiva de RE3 ? Foi melhorado, agora você encontra equipamentos Secundários, como Facas Pequenas e Granadas de Mão, ao equipar eles no Slot correto do inventário, seu personagem irá Contra-Atacar os zumbis no momento do "Perdeu Playboy", ou ele fincará a faca no olho do Morimbundo, ou explodirá a Caixa D'agua com uma explosão, só não fique muito perto na segunda opção, se não você também levará dano! Outros detalhes também estão melhores, como as animações Fluídas, e Realistas, mas a melhor coisa desse quesito é poder configurar cada botão á seu favor, é um GoldenEye 007 praticamente.

Os Sons do jogo são de lascar a boca do balão (Valeu vó!), sabe aquele seu tio com ressaca do churrasco de ontem, dormindo na poltrona do seu Pai ? Não ? Tudo bem, você saberá como um ser desses ronca ao escutar os zumbis vindo para cima com passos lentos, e mãos estendidas para o jantar, em momentos rarissímos podemos escutar melodias já conhecidas da versão 1996, só que re-orquestradas, de uma forma tão singular que fará você baixar o MP3 só pra escutar Moon Sonata (quando Jill ou Rebbeca tocam o piano). Espere para ouvir sons de Tiros, Balas caindo ao chão, Grunhidos diversos, Pingos, Rangidos, Batidas, e outras adiversidades sonoras que farão você passar longe de janelas e tubos de ventilação.

Outras coisas que quero listar aqui, é que os velhos Vai e Volta de antigamente estão presentes, e eu garanto que só o mais paciente e benevolente consseguirá cumpri-los com exatidão, e sem contar os Puzzles que foram retirados e refeitos de forma que você se enrole por completo, o que melhora mais ainda o estilo de jogo.
As poucas munições e a volta do Caixote de Itens ajuda ainda mais na tensão, e esses dois itens farão você pensar duas vezes ao descarregar as 15 balas nos Três zumbis em um Corredor amarrotado de Espelhos, então tente acochoar seu dedo fora do gatilho, pois se não morrerá no primeiro Hunter que encontrar.
E apenas para finalizar, saiba que os bons e velhos personagens estarão presentes aqui novamente, algumas mortes foram mudadas de localização, e outras adicionadas, espere também para descobrir 10 Finais diferentes (Alterando quem você salvou ou não, e outras surpresas...), diversas Roupas Alternativas, novos Chefes (como o da Cabana que carrega uma Monstruosa Serra-Elétrica)  e alguns modos novos!




Acredite, depois desse Resident Evil, você só pedirá que a série retorne a ser como era antes, pois a maioria das pessoas que curtiram RE5 por exemplo, não chegaram a jogar o Remake e o Zero por simplesmente não têr um GameCube ou um Nintendo Wii, mas pelas graças da CAPCOM, ainda temos Revelations, que é um RE5 com dotes de RE6. Okay, a análise ficará por aqui e como vocês veêm, eu puz uma Nota Final!




Veredicto                                                             
Gráficos: 10                                                          
Sons e Músicas: 10
Jogabilidade: 10

Plataformas Disponíveis: GC,Wii,PS3,X360
Datas de Lançamento
GC: 2002
Wii: 2006
PS3/X360: 2013

CONSIDERAÇÕES FINAIS: 10! AWESOME!







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não poste comentários com palavreado Chulo que contenham
Palavrões que possam ofender uma ou mais pessoas, palavras de conteúdo chulo que apenas demostram gírias serão moderadas, Exemplo: F*da.
Se for reclamar, reclame com educação pelo menos, sintam-se livres para falar e discutir sobre o que desejar