Legend Of :: Castlevania 64

Reações: 




Eae! Como vai, hoje eu acordei com uma terefa divertida: Analisar alguns 
jogos de Nintendo 64!


Como alguns sabem, os consoles de 96 eram bem badalados, pois o 3D havia surgido com os astros da época, Playstation One, DreamCast, e Nintendo 64, creio que a marca PS cresceu muito  não pelos recursos do console, mas pela vasta biblioteca de games, só talvez...mas a grande maioria desses jogos eram verdadeiros lixos que ameaçavam os menos preparados da época, alguns titúlos salvavam o console, como os games da série Crash, outros se tornavam pérolas como Resident-Evil 2 e Final Fantasy VII, no Dreamcast era quase a mesma coisa, mas talvez pela falta de Merchandising, games como ChuChu Rocket, Shenmue, e Nights acabavam sendo postos em prateleiras escondidas ou em pequenas lojas secretas de Games espalhadas pelo bairro, no Nintendo 64 a coisa era outra: Com o sucesso repentino de seu antecessor, o SNES, gamers e jovens sempre escolhiam o N64 talvez pelos "Jogos-Nintendo" de ser, ou quem sabe pela capacidade de processar gráficos estupendos, e texturas com um Scalling especial que não estouravam em Pixels, como acontecia com seu atual rival, o PSOne.


Com essa pequena lição de história ao meu ponto de vista, eu lhes apresento o primeiro jogo dessa minha jornada, Catlevania 64, mais conhecido por "Ovelha-Negra" pelo fato de ser descondiderado da saga, pois os protagonistas não levam o nome Belmont...pobres tolos, esse jogo se mostrou estupendo para mim, é um dos melhores Castlevanias que ja joguei NA VIDA!

ATENÇÃO: HISTÓRIA CHATA DE MEMÓRIAS DE INFÂNCIA, LEIA COM CAUTELA!


Eu estava navegado pelo site Coolrom.com e me deparei com algumas imagens na seção N64, do jogo, aí deu saudades, sim eu já havia jogado ele no meu próprio N64, quer escutar a história de como adquiri o jogo na época ? Ótimo ! Bem, quando eu ganhei meu N64, ele veio com algumas fitas, ambas de jogos Top da época, saca, Super Mario 64, Mario Kart 64, e uma fita ainda desconhecida que não pegava nem com macumba, Star Wats Rogue Squadron, logo, eu fui até a loja para trocar ou saber como fazer funcionar, já que sopros á plenos pulmões não resolviam o serviço, o vendedor testou a fita, assoprou, e fez um ritual, mas não pegou...aí ele falou que como ainda estava sob garantia, eu podia pegar outra fita, ele pegou uma caixa de plástico com várias fitas, tudo organizado pelo que lembro, em ordem alfabética, e para facilitar, haviam adesivos colados na parte superior da fita, que é curvada, logo um jogo me chamou a atenção, como eu não era perito em português (pelo menos, não como sou hoje...) eu reconhecia aquele logo, ERA CATLEVANIA! Eu peguei meio desconfiado, e pedi pra ele testar, pois se não pegasse seria dificil ganhar outra autorização pra ir sozinho na loja...e para minha sorte pegou! Bem, eu não joguei muito esse jogo, pois estava mais viciado em Mario Kart 64...mas era muito Bom!


Bem, os gráficos do game, por íncrivel que pareça, são espetaculares! O primeiro chefe é um esqueleto gigantesco, o dorbo do tamanho de Reinhart, ele invoca mais esqueletos para atrapalhar e demostra 3 padrões de ataque dependedo da minha posição e estratégia, a IA desse cara é espantosa, ele parece um macaco saca...anda como um, e ataca usando um osso, isso meio que me assustou, pois Boss de Catlevania pra mim é aquele que vai pra frente, ataca, leva golpe, enfurece, e ataca mais forte...só, acho que se você jogar e considerar a época do game entenderá, as texturas dos personagens são muito polidas, e bem detalhadas, os modelos são bem feitos, com animações suaves e realistas, o efeito da chuva da Forest of Silence é muito épico, e no emulador, depois de aplicar Anti-Alias á 4x fazem o game ficar um puta jogo das caralhas!



Sons, checa! É os passos dos personagens são processados de acordo com o chão em que ele corre, ou caminha, ou pisa, quando um esqueleto sai do chão e a sua camêra está de costas pra ele, isso ajuda muito, pois dá pra escutar eles saindo, e correndo até você, nisso basta fazer um rápido 360 e chicotar, ou atirar! As músicas são interessantes, e bem boladas, completam o clima como em todo castlevania.

A jogabilidade se mostrou perfeita aqui, o jogo é 3D, por tanto, eu esperava problemas com o posicionamento da camêra, porém dá pra mudar os angulos para 3 opções, Battle Mode, Action Mode, e Normal Mode, para pegar itens basta precionar o botão Direito dos C-Buttons, a arma secundária fica no C-Button Esquerdo, e a centralização de camêra no C-Button Cima, o de C-Button Baixo, efetua o uso das armas secundárias especiais, sabe: Faca, Machado, Água-Benta, Cruz-Bumerangue...presentes desde o começo da saga dos belmonts, a movimentação dos personagens é simplesmente perfeita, quando um inimigo se aproxima, é posta uma pequena mira sobre ele, aí basta atacar! Sem contar a opção de escolher entre dois protagonistas, Reinhard usa chicote e espada como armas, em quanto Carrie usa mágias em formato de esferas para atacar, sendo sua arma principal-secúdaria uma argola, e além disso, ambos tomam um caminho diferente apartir do capitúlo 3, e sem falar nos 2 finais alternativos de cada um, e um fato primordial para qual final você verá é o tempo, recurso de Castlevania 2: Simon's Quest (NES), esse sistema muda de acordo com a Hora, vista no menu, começando de Noite, passando pela Madrugada, Amanhecer, e recomeçando de Dia, o que determina também a resistência de alguns inimigos, para alternar mais rapidamente, existem cartas-mágicas encontradas pelas fases, que quando usadas, avançam determinado tempo...massa!



Bem, Gráficos, Sons e Jogabilidade...vamos ao enredo que eu esqueci de falar antes de toda essa chuva de elogios.

A Transylvania não é mais segura. A cada noite mais pessoas desaparecem, os moradores então ficam cada vez mais amedrontados, pois no topo da colina esta um grande castelo que pertenceu ao malvado conde Drácula. Para investigar o desaparecimento dessas pessoas entram em cena Reinhard Schneider (Que apesar de não carregar o nome Belmont é descendente da família) e uma garotinha chamada Carrie Fernandez.
Assim como todos os outros Belmont que já viveram neste mundo, Reinhard tem a missão de ser o próximo herói a destruir Senhor do Sangue, enquanto a jovem Carrie parte para o castelo para vingar a morte de sua família. Dois heróis, duas motivações, um castelo e um inimigo em comum. Começa mais uma tenebrosa jornada no interior do castelo mais temido até mesmo pelos mais corajosos dos heróis.
Resumo e Texto Lip do RETROBITS, Obrigado!

Esse Catlevania ficou cerca de dois anos em desenvolvimento, e pra mim se mostrou um verdadeiro jogo para o N64, claro que você provavelmente esteja bem acostumado com aquelas camêras de Scooby-Doo! Unmasked que era bem atrapalhadas, mas eu posso estar enganado, bem, verdade seja dita: Esse jogo é muito FODA! Os chefes são bacanudos, e a luta contra Drácula é uma baita filha-da-putisse com os novatos, e eu já estou vendo se ele está no WiiWare!