Legend Of :: Silent Hill

Reações: 







Imagine você com 26 anos de idade, sua bela filha do lado, no seu belo carrinho velho, ambos viajando para um lugar novo, no meio da estrada está escuro pacas...até que uma moto policial aparece do nada, não parece se preocupar com sua velocidade, e segue seu destino, segundos depois, você olha lá fora, com o carro em movimento, e vê a moto caída...mas sem tempo de reação, do nada um "BAM!" te faz perder a consciência...e a sua filha! Esse é o começo de Silent Hill lançado em 31 de Janeiro de 1999, um verdadeiro marco pra história dos Games de terror, ah! E a sua filha não morreu no incidente...e se morreu, cadê o bendito corpo ? Levante-se, seu preguiçoso e vamos excursar por uma cidade satânica, em busca de seu mais precioso bem.







Esse texto inicial ficou meio "Sessão-da-Tarde" creio eu. Mas sem lélo-lélos vamos analisar esse clássico, o game era um Psychologic Terror Game, ou um Game de Terror Psicológico, seu controle era sobre Harry Mason, o pai de Cheryl, que desaparece depois da batida, o Game começava em uma ruazinha, antes, uma CG mostrando Harry acordando e se dando conta de tudo, logo depois de alguns passos...Oh! Cheryl! A bendita menina corre de você, numa neblina de lascar, quem me dera ter parado em Raccon City, e quem me dera ter um suquinho fresco...alguns passos depois, e algumas perseguições depois, nos deparamos em um beco, e é aqui que o "Outro-Mundo" desperta para Harry, imagine um lugar onde o que era bom e normal, se torna Maligno e Obscuro, criatura te atacam, e sem nenhuma arma, nem espaço pra fugir (existe uma portilhola por onde você entra, porém ela se tranca...)e uma Sirene maldita tocando, em quanto você se esvai...cara esses foram os momentos mais tensos que eu tive jogando algo velho, e olha que eu joguei o game antes do 3º sair...



Com uma jogabildiade simples, e meio desajustada, que cumpre seu papel, o quê ? Aqueles controles são ruins ? Então você queria ser o Mega-Man equipado com uma Buster-Sword, fumando cogumelos e chacinano zumbizinhos ? Pobre jovem...bem, o controle na parte "Batalha" é  bem comum, na movimentação é meio Resident-Evil em 3ª pessoa sabe, sem os cenários pré-definidos, tudo 3D (na época no Playsation isso era um ápice!), o game alterna entre 3 cenários, ou seriam dois ? O mundo normal (Neblina fraca...sem monstros) O mundo neblinado (Neblina forte...com monstros) O mundo alternativo (Fudeu...e com muitos monstros) onde as vezes, uma chuvinha no escuro é bem apreciada.



Bem, graficamente falando, SH não deixa á desejar em nenhum aspecto, as vezes a camêra fica nauseante o que causa um certo ar claustrofóbico imperdivel, jogue com fones, e pegue um Guia de Puzzles, e garanto que seu coração envelhecerá 10 anos depois do que você verá, é muito bacana ver o design mórbido de inimigos, que sinceramente, são bem grontescos para vocês fracos e insolentes...brincadeira, eu não curto aquela minhoca que sai da terra também, UGH!

Os sons são "ARMÁRIA!" muito exuberante, cada som têm uma peculiaridade imperceptivel sem fones, como aquelas batidas de canos em algumas músicas do mundo alternativo, os passos, ações, e outras coisas realistícas, também têm seu "sonzinho" pra deixar qualquer marmanjo chupando-dedo, e eu devo admitir: eu baixei algumas músicas do game pro meu celular, de tão boas!


Gráficos, Controles, Sons, bem, falta apenas um aspecto: O MEDO! Pense só no fato de estar preso á uma cidade, que com uma longa linha-do-tempo, acabou guardando mágoas, e rituais, memorias e lembranças, para desperta o verdadeiro interior de uma alma humana, ali presa, isso é Silent Hill, e ela não terá pena dos fracos, cada inimigo do game se baseia nas lembraças de Alessa, uma das principais vitímas da religião da cidade: "O Culto", o fato de ela ser o ser "número Zero" na qual seria gerado um embrião demoníaco, que se chamaria Samael, faz com que SH desperte e reaga de uma forma assustadora, alguns monstros como os Mumblers, por exemplo, são o que Alessa e Cheryl viam em livros de contos de fadas, e existem muitos outros...! Dizem que a neblina usada no game, foi pra esconder o fato de o Playstation não consseguir processar muitos objetos 3D na tela, mas cara...Silent Hill é Silent Hill, e pronto, mas esse pequeno fato não deixa de ser curioso, não é mesmo.



Cara, jogue Silent Hill como se comesse aquela torta de limão do vovó, pois é uma experiência única! E siga minha dica de lá de trás, e busque um Guia de Puzzles pelo Google, creio que apenas os mais destemidos farão como eu fiz...e como muitas outras pessoas fizeram lá em 99', sério, SH é muito ardúo quando se trata de Puzzles (O do Piano na escola me deu uma dor de cabeça...!) e depois que zerei uma vez, nunca mais sem Guia...Bem, tome cuidado ao virar a esquina da sua rua, nos dias de neblina, não ficaria muito feliz em ouvir uma sirente, ou ver sombras...Boa Sorte!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não poste comentários com palavreado Chulo que contenham
Palavrões que possam ofender uma ou mais pessoas, palavras de conteúdo chulo que apenas demostram gírias serão moderadas, Exemplo: F*da.
Se for reclamar, reclame com educação pelo menos, sintam-se livres para falar e discutir sobre o que desejar