Legend Of :: Persona

Reações: 

O outro conto de uma deusa

Shin Megami Tensei saiu no SNES com um sucesso modesto no Oriente, mas as vendas desse game assustam até hoje por conta de sua trama envolvente e um tanto polêmica, pessoas conservadoras tendem á virar o rosto á qualquer mídia alternativa que brinque com suas religiões, e talvez por conta disso a ATLUS não tenha repensado suas estratégias de lançar o Game por cá depois da revolução de sistemas que ele trouxe aos donos do MSX, a série que nasceu nesse mesmo console, recebeu o título de SHIN depois de sua vinda ao SNES, talvez uma forma de substituir o Super presente em diversos games do console (Super Mario World, Super Metroid...) na época, assim surgiu um dos RPGs mais Cult dos consoles, e em seguida, sua febre se trasformou em dengue, com seu Spin-Off Persona: Shin Megami Tensei, ou Megami Ibunroku Persona  literalmente: O Outro conta de Uma Deusa saia no Playsation Ocidental 
em 20 de Setembro de 1996, para nossa alegria teríamos o primeiro de muitos em mãos, mas para nossa tristeza, sua fórmula teve que ser alterada pelo puritanismo ingnorante dos conservadores exagerados...



Um grupo de estudantes japoneses, efetuam um misterioso ritual e acabam voncocado Philemon, um tipo de entidade que concedeu á eles, a chance de manifestar suas emoções emergentes do abstrato, para o mundo fisíco! Bem, simples não, bem jogando o game uma série de acontecimentos virão, e irão, como na maioria dos RPGs você controla um grupo, e nesse grupo cada personagem têm seu Persona especifíco, tirando você, já que o protagonista usa e abusa de cartas invocatórias que chamam mais de um tipo de Persona ao nosso mundo para batalhar contra os Shadows (São manifestações Fisícas da obscuridade humana, mais presente em brasília...) que quando manifestados e convocados, matam pessoas, ou seu invocador no mesmo instante, e são esses monstros que criam dilemas adolescentes bem comuns, como problemas quando ao Bullying, Homosexualidade, duvidas quando á sexualidade, problemas familiares, e outros afins muito discutidos, nisso seu grupo encontrará um objetivo: usar os Personas para ajudar pessoas que convivem com esses dilemas, mas várias tramas se forma durante o game...



Sinceramente, apenas jogando você terá uma base de enredo pra esse Persona, pois as informações na rede são escassas por conta disso, e a menos que tenha paciência de ver á vídeos do game, jogar é a opção mais recomendavel, lembre-se: Persona é um game de RPG abundante quando se trata de textos, e dialogos.

Graficamente falando, Megaten Ibunroku (Persona) têm gráficos semelhantes a suas primeiras aparições em outras encarnações, Shin Megami Tensei II tinha uma jogabilidade meio Doom, onde se via tudo em primeira pessoa, P1 trouxe uma camêra isométrica, porém as explorações são da mesma forma que em SMTII, só que com um 3D refinado, com gráficos 2D e 3D, muito bem desenhandos por sinal, a Sonoplastia da Saga se mantêm a mesma aqui, com Rock pesado e Eletrônica calma para diversas situações, mantendo o padrão "Brastemp" da série lá em cima.



As batalhas rolam em turnos, e o sistema é bem simples, você têm as armas (Espadas e Armas variadas, tanto as de fogo, como as brancas...) e a sua Persona executa certos eventos, como a magias elementares, ou habilidades de Cover, Healer, e Buffering (Respectivamente: Cobertura, Recuparalçoes, e Melhorias Diversas) lógico que MP é gasto ao efetuar determinado golpe com Persona, sendo gratuito a violência á mão armada.

Os Personas também são muito bem desenhados, manja pokémon ? Pega Digimon, e coloca um pouco de Supernatural, depois ferve com referências religiosas, e pronto, uma coleção mais digna, que aqueles pokémons de máquinha de banca que estão na sua estante, o meu preferido se chama Thanatos (P3) que deveria ter entrado no Compedium na sua atualização recente, um remake da segunda versão de Persona, continuação de P1: Eternal Punishment, e Innocent Sin, games bélissimos em 1000 vezes melhorado se comparado á suas contrapartes no PSOne.



Com uma história envolvente, refinada, e com uma loga data de lançamentos, Megami Ibunroku Persona, é um game completo de RPG estratégico com um sistema de exploração inovador no gênero, sua fórmula estilo "monstrinhos-capturaveis" têm um certo carisma, e suas metaforas e inspirações esbanjam criatividade, sendo um Cult que corajosos devem jogar e re-jogar, com cerca de 120 Horas de exploração e conquistas, personagens marcantes (e com personalidade!) e seus sons bolados, que com certeza, manteriam o mais bravo zerador de FFs preso á tela, até o final!

  • Uma curiosidade: na versão americana de P2: Innocent Sin uma opção exclusiva da japonesa acabou sendo retirada, essa opção era a livre escolha de Quests e Side-Quests não havendo linhas que o jogador deveria seguir. Uma pena...
  • O Game recebeu Remixes exclusivos para sua continuação, tanto Innoncent Sin, como Enternal Punishmente têm músicas de seu antecessor...remixadas!
  • A série recebeu diversas adaptações para romances (Onde surgiu...) e mangás, eu estava tentando conceber uma versão traduzida da mais recente pela JBC Mangás, veremos se atenderão á um fan fiel da editora.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não poste comentários com palavreado Chulo que contenham
Palavrões que possam ofender uma ou mais pessoas, palavras de conteúdo chulo que apenas demostram gírias serão moderadas, Exemplo: F*da.
Se for reclamar, reclame com educação pelo menos, sintam-se livres para falar e discutir sobre o que desejar