Diários de Bordo :: Shin Megami Tensei II

Reações: 



Eae pessoal! Beleuza, mais uma vez trago mais um diário de bordo novo, dessa vez com um dos RPGs mais duradouros do SNES :: Shin Megami Tensei II, esse game me aparenta ser épico, longo e encapirotado, lembrando, que esse tipo de Game é pra quem têm paciência e tempo de sobra, por tanto, se você nunca na vida zerou um RPG, acho melhor tentar um FF3...mas, se você ama esse tipo de Game, seja bem vindo! 

Começando! Bem, eu vou descrever a situação: Estou no que parece ser um ginásio, e um velhaco com um olho-máquina parece me acordar de uma ressaca destruidora...alguns palavrões são ditos em minha humilde presença, e sinceramente, tô nem aí...certo, confirmo com um Yes, e aparece algumas opções na minha janelinha, seleciono a opção "Training" e mudo de sala, o mesmo homem parece confiar de minha consciência, e eu confirmo a entrada na sala de Treinamento-Virtual, e uau! É o seguinte, o lugar é meio...escuro, mas não me incomodo com isso (Apesar de ficar meio dúvidoso quando eu vi umas Screen-Shots...) a movimentação é robótica, mas suave até aqui, algumas salas á frente e PIMBA!


Meu primeiro inimigo dá as caras, é um Polrtegeist, bem bonitinho até, com movimentos frenéticos.Eu seleciono a opção "Fight" e em seguida "Sword" aguardo, e POW! Dou meu primeiro Hit nesse cabaço! Legal mano, percebo que a barra de HP dele é demarcada por um Dot que some  ao meu golpe, restando apenas mais um, eu repito e finalizo...69Exp! Legal mano...tamo evoluído senhor Hawk!

Ando mais umas casinhas, e me perco, voltado pro ponto de partida, e retornando para avançar novamente...legal! Alguns inimigos comuns depois, econtro um Lobo muito foda, ele têm a mesma quantia de HP do Poltergeist, mato o pobre-diabo (A frase convém...) e prossigo, algumas salinhas lineares depois, parece que a coisa toma proporçoes variadas, prossigo randomicamente á uma saleta, e PIMBA! Acho um Yuuki Gaki, outro inimigo, ele parece um javali rocho, com diabetes e artrite acefálica, de cor rocha...esse tinha uns 6 Dots como HP, ligo o Auto Battle, e finalizo, recebendo 192Exp! Nussa! Uma tela apareceu...escolho o atributo que eu quero Upar, e boto na Luk (Sorte)...

Prossigo, e entro em uma sala, com um Zumbi! Auto Battle, lá vamos-nós, ganhei legal...bem eu achava que eu ficaria perdido aqui, mas na realidade, era proposital...aparece novamente o Okamoto (O maluco de um olho-máquina lá do comecinho...)Nós retornamos ao ginásio, onde eu seleciono a opção "Save", e em seguida seleciono a opção "Leave".

Estou em um conjunto de corredores claustofóbicos (Eba!) bem, me acostumo aos controles, e percebo que o sistema do Mode 7 foi muito bem usado aqui, as texturas não são estouradas como naquele Wolfestein 3D, mas são bem "nhé" pra mim...caminho, e econtro um Messian perto da saída do local, ignoro-o (Façam o mesmo na vida real...) e prossigo, sigo para uma sala mais no fundo, e Leões! Surprise Mothafucker! Uma vóz do além me chama, que bacana vey...Bem, a voz pede que eu entre na sala, para receber algo que "Revelará meu verdadeiro destino" Oooooh!
Eu faço o que ela pede, quem sabe eu não pego um número de celular...ou uma xicara de café estilo San Andreas (huhuhu...) e nossa, que gata mano! Bem, são só sprites lucas...Ela diz que uma mulher será peça fundamental em meu destino obscuro (Parece que eu perdi a memória na ressaca de domingo...) e o nome dela é...HIROKO...LEÕES MANO! Tá Serto...

Bem, eu retorno ao Gym, onde eu comecei, para salvar meu progresso, ficaremos hasta que aquí!
Bom, antes, o game parece ser algo interessantissímo, realmente um bom RPG, que deveria ter vindo oficialmente para a américa (assim eu gastaria uns trocos com uma fita original hoje...) e eu recomendo muito pros saudosistas, que curtem RPGs, e têm uma Extrema pâciencia pra diálogos...Até próximo diário!





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não poste comentários com palavreado Chulo que contenham
Palavrões que possam ofender uma ou mais pessoas, palavras de conteúdo chulo que apenas demostram gírias serão moderadas, Exemplo: F*da.
Se for reclamar, reclame com educação pelo menos, sintam-se livres para falar e discutir sobre o que desejar